Quem tem negócio próprio já poderá contar com vantajosos serviços financeiros pesados especificamente para esta categoria.

É o caso da conta digital para Pessoa Jurídica, serviços prestados por várias agências para facilitar o trabalho diário da PJ. As contas podem ser utilizadas como maneira de reduzir a burocracia da empresa.

Muitos são gratuitos e outros serviços, como cartões de crédito e empréstimos, podem ser acessados ​​com mais facilidade. Neste artigo, explicarei o que é uma conta digital para Pessoa Jurídica e como funciona.

Continue lendo para saber mais informações detalhadas.

O que é a conta digital Jurídica

Esta é uma conta alternativa para empreendedores que também procuram soluções digitais. Atualmente, muitos bancos fornecem aos usuários contas digitais legais para atender a esses públicos específicos.

Inclusive, a modalidade ainda permite que você tenha uma máquina de cartão de crédito para autônomos e sincronizar diretamente com sua conta de pessoa jurídica.

Esta escolha traz serviços semelhantes às contas físicas e alguns atrativos para pessoas jurídicas. O foco é atender com eficácia as necessidades de micro, pequenas e médias empresas por meio de soluções digitais.

Algumas escolhas de conta também podem servir a maiores empresas com a mesma eficiência. Através dessa conta, os usuários podem fazer muitas ações que costumam ocorrer em nosso dia a dia, como:

  • Pague contas de consumo e diversas categorias de contas;
  • Depósitos e saques;
  • Confira o saldo e em tempo real emita extratos por meio do app;
  • Apenas alguns toques podem transferir Pix, TED e DOC.

Vários serviços são gratuitos e a maioria das escolhas disponíveis não cobra mensalidade. Cada conta digital para Pessoa Jurídica tem possibilidades diversas, dependendo da organização e recomendações da alternativa.

Conta digital para Pessoa Jurídica: como funciona

Um dos principais obstáculos que os microempresários e profissionais autônomos enfrentam é a falta de tempo. Ter que ir ao banco para resolver problemas financeiros do dia a dia é uma dificuldade para estes públicos. Dessa maneira, uma conta digital para Pessoa Jurídica surge como uma escolha que pode cancelar esta tarefa e permitir aos usuários resolver questões pendentes por meio de seus telefones.

Através do app, ele pode abrir, executar transações e encerrar contas quando necessário. Portanto, as contas são uma escolha dinâmica que pode simplificar o dia a dia dos empresários e expandir o acesso a serviços financeiros, incluindo:

  • Cartão de crédito, geralmente sem anuidade; consórcio e financiamento; escolha de investimento; várias opções de seguro; empréstimo.

Além destes serviços, a solução alternativa também resolve outro problema que atinge este público: a burocracia. A conta digital para Pessoa Jurídica dos bancos tradicionais apresentam barreiras burocráticas e limitações, dificultando a abertura de contas.

No banco digital, a situação é muito diferente, quer trate de uma conta ou de outros serviços. Varias alternativas não cobram taxas de manutenção, a famosa mensalidade. Eles também fornecem restrições às operações gratuitas e reduzem os custos de várias delas.

Quais os benefícios desta modalidade?

Além da comodidade de poder encerrar, abrir e movimentar contas a qualquer hora e em qualquer lugar, a conta digital para Pessoa Jurídica apresentam diversos benefícios, como:

  • Atendimento 24 horas personalizado;
  • Evita perda de tempo, reduzir a burocracia, reduzir a chance de perder paciência e tempo tentando resolver problemas;
  • Menos taxas e mais benefícios do que contas tradicionais;
  • Segurança e atualizações técnicas estão prontas para cuidar de seus dinheiros;
  • Um aplicativo com ótima usabilidade, em outras palavras, pronto para receber suas necessidades e concluir o trabalho.

Várias empresas fintech fornecem este serviço para a pessoa jurídica. Pensando nisso, é importante encontrar o banco que melhor atende às suas necessidades. Os bancos dedicados que fornecem uma base de segurança são interessantes.

Essa conta é para quem?

O próprio nome indica que se trata de uma conta digital específica da empresa. Nesse caso, atende micro, pequenas e médias empresas e também maiores empresas. O pré-requisito para uma conta digital legal é que o titular tenha um CNPJ válido.

Desta forma, pode prestar serviços a MEIs financeiramente vantajosos, profissionais autônomos e pequenos negócios. Essa escolha é para empresas classificadas como SA, EI, EIRELI e LTDA. Vale lembrar que algumas instituições têm escolhas específicas ao MEI, como o Superdigital e o Banco Inter.

Conta física e jurídica, qual a diferença entres elas?

Um dos denominadores comuns, conta digital para Pessoa Jurídica e física é a simplificação dos serviços prestados. Dessa maneira, proporcionam aos usuário maior, comodidade ao lidar com operações e serviços financeiras de uso frequente. A diferença entre eles é que, jurídica, o titular deve estar cadastrado no CNPJ, o que significa que a empresa deve estar formalizada.

Se o profissional for liberal, porém, não formalizado, ele só poderá abrir conta com seu CPF. As funções fornecidas para conta digital para Pessoa Jurídica e físicas também diferem sendo projetadas para atender às necessidades desses públicos. Portanto, as contas da PJ costumam fornecer serviços diferenciados e exclusivos, como extratos OFX para contabilidade.

Vale a pena a conta digital para Pessoa Jurídica?

Conforme mencionado anteriormente, existem algumas versões de conta digital para Pessoa Jurídica, o que pode ser um maior benefício, pois, as possibilidades deverão ser ajustadas conforme as necessidades da empresa. Como no caso da conta digital para Pessoa Jurídica, oferece aos clientes mais escolhas sem ter que sair de casa.

Isso é muito interessante, quando pensamos que no início do empreendedorismo, os empreendedores diversas vezes precisam desempenhar papéis múltiplos. Em outras palavras, geralmente, estas contas são muito eficazes e uma boa alternativa, por isso vale a pena.

Para abrir uma conta digital, o que é necessário?

Como você viu no tópico anterior, o CNPJ é fundamental para a abertura de uma conta digital. É este registo que permitirá ao seu negócio ter uma conta própria e aceder a vários serviços concebidos para essa categoria. O procedimento de abertura de conta é muito fácil, realizado de forma on-line, geralmente no aplicativo da própria instituição.

Em relação aos documentos necessários, algumas organizações podem diferir, mas basicamente os seguintes documentos são necessários: certas agências exigem comprovante de renda; certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI), aplicável a qualquer pessoa do MEI; comprovante de residência; o CNPJ da empresa; RG e CPF do Empreendedor.

Portanto, antes de escolher uma opção, é interessante coletar os arquivos que forem necessários. Dessa maneira, você pode agilizar a abertura, que já é uma coisa prática e rápida.

Comments are closed.