Category

Dinheiro

Category

Veja na matéria de hoje algumas dicas de segurança para não clonarem o seu cartão de crédito. Continue conosco e domine esse assunto!

Nos dias de hoje, é super comum usar cartões de crédito nas nossas transações financeiras, não é mesmo?

No entanto, é necessário ter muito cuidado com essa ferramenta de compras. Afinal, qualquer tipo de problema pode gerar grandes transtornos e terríveis prejuízos para você.

 

Por isso, veja abaixo algumas sugestões de como lidar com o seu cartão, evitar clonagem e outros problemas sérios com ele. Confira e tenha uma ótima leitura!

Veja aqui 5 dicas de segurança que você deve ter com o seu cartão

De antemão, saiba que o cartão de crédito não é um vilão. Desse modo, se você o utilizar com inteligência, ele pode ser um ótimo aliado nas suas finanças.

No entanto, é necessário ter alguns cuidados, principalmente quando o assunto é segurança e clonagem de cartão.

Assim, veja abaixo 5 sugestões para você seguir e ter muito cuidado com o seu cartão. Dessa forma, você evita problemas como fraudes e golpes. Acompanhe a leitura!

  1. Cuidado com a senha e com o cartão físico

Antes de mais nada, saiba que essa dica é simples, mas é ignorada por muitas pessoas. Nesse sentido, jamais deixe a sua senha perto do cartão, nem mesmo empreste seu cartão para nenhuma pessoa.

Afinal, esse tipo de atitude pode gerar grandes dívidas e muitos aborrecimentos para você. Sob o mesmo ponto de vista, evite andar com o seu cartão na carteira e com a senha no mesmo local, combinado?

  1. Para compras online, use o cartão virtual

Além disso, atualmente, é possível solicitar um cartão virtual no seu aplicativo de cartão de crédito para compras online.

Desse modo, esse cartão só funciona durante 24 horas e impede que outras pessoas façam compras com ele.

De modo geral, indicamos esse tipo de cuidado, principalmente se você for fazer compras em lojas virtuais em um valor alto. Isso é muito bom e já impediu milhares de golpes em toda a internet.

cartão de credito máquina

  1. Não faça compras em computadores e redes wi-fi públicas

Outra dica de segurança para evitar que clonem o seu cartão de crédito é que você nunca utilize o seu cartão em redes Wi-fi públicas e nem mesmo em um computador público.

Ou seja, não faça compras online de Lan House ou Cyber Café. Isso vai impedir a ação de criminosos e o roubo de seus dados (inclusive do seu cartão de crédito).

  1. Confira sempre a sua fatura antes de pagar

Essa nossa dica não está diretamente ligada à clonagem de cartão, mas está relacionada à sua fatura mensal.

Nesse sentido, confira sua fatura antes de realizar o pagamento. Afinal, se alguém tiver feito uma compra que você não reconhece como sua, é possível contestar tal valor antes mesmo de efetuar o pagamento.

Infelizmente, muitas pessoas deixam a fatura do cartão em débito automático e não conseguem conferir as despesas em aberto.

Isso pode gerar grandes transtornos e você nem vai desconfiar que já houve uma fraude no seu cartão de crédito.

  1. Use as maquininhas sempre com muita atenção

Por fim, tenha muito cuidado na hora de utilizar a maquininha de cartão de crédito. Nesse sentido, sempre confira o valor digitado e caso desconfie de algum problema como constantes erros na hora de passar o cartão, cancele essa compra.

Atualmente, muitas pessoas de má fé utilizam essas maquininhas para clonar cartões de crédito e depois roubaram os seus dados.

Meu cartão foi clonado. O que devo fazer?

Infelizmente, se você teve o seu cartão de crédito clonado, não se desespere. Dessa forma, o mais importante é você manter a calma e fazer alguns procedimentos.

Assim, o primeiro deles é cancelar o seu cartão de crédito imediatamente. Depois, faça um boletim de ocorrência.

Afinal, se chegar qualquer dívida no seu nome, você poderá realizar uma contestação legal dessa cobrança.

Gosta de ler sobre cartões de crédito?

Se você gosta de ler conteúdos sobre segurança de cartão de crédito e finanças, precisa assinar a nossa newsletter. Trata-se de um serviço gratuito em que você recebe semanalmente os nossos conteúdos exclusivos sobre esses assuntos.

Uma coisa que preocupa qualquer empresa e seus administradores é a Inadimplência.

A inadimplência se trata do não pagamento de uma conta ou dívida, ou seja, quando o cliente compra algo da empresa, mas não realiza o pagamento.

Além disso, essa situação pode gerar muita dor de cabeça, principalmente se não for contornada, pois, vira uma bola de neve.

Desse modo, considerando a crise econômica que o país passa e o índice alto de desemprego, a inadimplência tem afetado pessoas físicas e jurídicas.

Mas, para reverter essa situação ou sequer deixar ela se alastrar, nós separamos algumas dicas. Confira.

Realize análises de crédito do cliente

Empresas bem-sucedidas são flexíveis quanto às alternativas de pagamento, especialmente quando a linha é cartão de crédito, para facilitar a vida do consumidor e auxiliar na compra.

Desse modo, se o processo para pagar a compra é muito rígido, o cliente pode desistir de comprar.

Nesse sentido, surgem as análises de crédito que facilitam para os consumidores, e evitam a Inadimplência nas empresas.

Além disso, a análise de crédito auxilia na verificação da propensão do cliente a Inadimplência, e a conhecer melhor seu cliente.

Para isso, a empresa poderá consultar a situação do cliente em órgãos de proteção ao crédito como o Serasa e SPC.

Esses órgãos monitoram a vida financeira de pessoas físicas e jurídicas, e com base em seus comportamentos financeiros emitem uma pontuação.

Essa pontuação tem a capacidade de prever a probabilidade do cliente entrar em Inadimplência,  e se for alta, a empresa deve evitar conceder parcelamento.

No entanto, não basei a capacidade de seu cliente pagar suas contas apenas por essa pontuação, ela é rápida e simples, mas não é a única forma.

Juros e descontos

Dois pontos importantes para se considerar em sua empresa são os juros e os descontos.

Os juros seria uma estratégia para evitar a Inadimplência e os descontos uma estratégia para recompensar quem paga em dias.

Desse modo, analise o código do consumidor para ver quais juros você pode incluir em seus produtos ou serviços.

Ademais, também é importante que você consulte seu contador, para cobrar juros com base em sua área de atuação.

Além disso, os descontos também devem considerar os que são dados na área, e com base em sua área de trabalho, por isso também consulte seu contador.

Voltando aos juros, eles auxiliam na evitação de inadimplência, visto que ajuda a lembrar os consumidores, afinal ninguém quer pagar juros.

Monitore os pagamentos dos clientes frequentemente

Quando uma compra for fechada para o cliente com bons comportamentos financeiros e um ótimo histórico e pontuação, continue a monitorar seus pagamentos.

Dessa forma, acompanhar o pagamento das dívidas dos clientes diariamente é o mais indicado para evitar a Inadimplência.

Ou seja, eu monitoro os pagamentos do meu cliente e se há algum comportamento de probabilidade de Inadimplência, é possível tomar atitudes para não chegar a isso.

Além disso, as melhores resoluções de problemas ocorrem quando esses problemas são encontrados previamente.

Por isso, ao fechar o caixa no final do dia, analise como anda os pagamentos de seus clientes, se algum está em aberto.

Entretanto, lembre-se que atrasos de pagamento não quer dizer que vai se tornar  Inadimplência, até porque a fatores externos como esquecimento.

Você precisa estar atento se há acúmulo de atrasos em um prazo de 30 dias, porque isso pode gerar um grande problema.

Determine uma política de pagamento clara

É preciso definir uma política de pagamento clara, assim a equipe de vendas seguirá regras bem estabelecidas nas vendas.

Desse modo a política de pagamentos, como forma de evitar a Inadimplência deve ter alguns elementos.

Esses elementos são as formas de pagamento, boleto, cartão; número máximo de prestações aceitas; data pré-estabelecida para pagamento de entrada.

E o mais importante é definir apenas pagamento a vista ou no cartão para clientes que possuem restrições.

Aceite diferentes bandeiras de cartão de crédito

O cartão de crédito sem dúvidas é um dos meios de pagamentos mais utilizados por consumidores.

Mas também, é uma das formas de pagamentos preferidas de lojistas e empresas, porque uma Inadimplência é da administradora do cartão, não da empresa.

Por isso, em sua loja você deve aceitar diferentes bandeiras de cartão, para que os clientes tenham opções.

Mas não só isso, a empresa estará garantindo que mais clientes comprem, e a segurança financeira de seu negócio.

Emita notificações de vencimento

As causas de inadimplência podem ser diversas, como a falta de organização financeira ou esquecimento.

Por isso, ao se antecipar enviando notificações de vencimento da conta, você dá um prazo maior para que  o cliente se organize financeiramente.

Mas também, evita que o cliente esqueça de quitar sua dívida.

Além disso, ainda sim, pode ocorrer pagamentos e não pagamentos, e nessas situações é preciso agir com cautela.

Dessa forma, será preciso montar uma infraestrutura de cobrança, lidando com cautela para não perder clientes importantes.

Por isso, o método de cobrança deve ser escolhido com cuidado, sempre tentando preservar as ligações envolvidas.

Então, você pode ter um sistema automatizado para enviar notificações aos seus clientes, e no dia do vencimento envie um SMS lembrando.

Elas podem ser utilizadas em qualquer empresa, e são as melhores formas de evitar a inadimplência.

Emita contratos e notas fiscais

Contratos são respaldos para disputas judiciais que podem vir a ocorrer devido a cobranças as clientes.

Desse modo, além de emitir notas fiscais, em algumas situações também é viável emitir contratos.

Assim o registro da transação comercial é levada a um nível mais profundo.

Além disso, ao dizer que em situações de Inadimplência, medidas cabíveis serão tomadas, a empresa está gerando um alerta da mente de seu cliente.

Como resultado, o cliente terá um esforço maior para pagar suas contas e não ficar inadimplente.

Realize um ótimo pós-venda

O pós-venda, significa tudo que vem após a venda, e se engana que é importante é só realizar a venda.

Nesse sentido, o pós-venda mantém um contato com o cliente, compreendendo suas necessidades e dores.

E se torna um aliado conta a Inadimplência, porque torna o compromisso assumido pelo cliente quanto ao pagamento mais forte.

Desse modo, quando o comprador vê valor no que a empresa está entregando, beneficia a organização.

Quem tem negócio próprio já poderá contar com vantajosos serviços financeiros pesados especificamente para esta categoria.

É o caso da conta digital para Pessoa Jurídica, serviços prestados por várias agências para facilitar o trabalho diário da PJ. As contas podem ser utilizadas como maneira de reduzir a burocracia da empresa.

Muitos são gratuitos e outros serviços, como cartões de crédito e empréstimos, podem ser acessados ​​com mais facilidade. Neste artigo, explicarei o que é uma conta digital para Pessoa Jurídica e como funciona.

Continue lendo para saber mais informações detalhadas.

O que é a conta digital Jurídica

Esta é uma conta alternativa para empreendedores que também procuram soluções digitais. Atualmente, muitos bancos fornecem aos usuários contas digitais legais para atender a esses públicos específicos.

Inclusive, a modalidade ainda permite que você tenha uma máquina de cartão de crédito para autônomos e sincronizar diretamente com sua conta de pessoa jurídica.

Esta escolha traz serviços semelhantes às contas físicas e alguns atrativos para pessoas jurídicas. O foco é atender com eficácia as necessidades de micro, pequenas e médias empresas por meio de soluções digitais.

Algumas escolhas de conta também podem servir a maiores empresas com a mesma eficiência. Através dessa conta, os usuários podem fazer muitas ações que costumam ocorrer em nosso dia a dia, como:

  • Pague contas de consumo e diversas categorias de contas;
  • Depósitos e saques;
  • Confira o saldo e em tempo real emita extratos por meio do app;
  • Apenas alguns toques podem transferir Pix, TED e DOC.

Vários serviços são gratuitos e a maioria das escolhas disponíveis não cobra mensalidade. Cada conta digital para Pessoa Jurídica tem possibilidades diversas, dependendo da organização e recomendações da alternativa.

Conta digital para Pessoa Jurídica: como funciona

Um dos principais obstáculos que os microempresários e profissionais autônomos enfrentam é a falta de tempo. Ter que ir ao banco para resolver problemas financeiros do dia a dia é uma dificuldade para estes públicos. Dessa maneira, uma conta digital para Pessoa Jurídica surge como uma escolha que pode cancelar esta tarefa e permitir aos usuários resolver questões pendentes por meio de seus telefones.

Através do app, ele pode abrir, executar transações e encerrar contas quando necessário. Portanto, as contas são uma escolha dinâmica que pode simplificar o dia a dia dos empresários e expandir o acesso a serviços financeiros, incluindo:

  • Cartão de crédito, geralmente sem anuidade; consórcio e financiamento; escolha de investimento; várias opções de seguro; empréstimo.

Além destes serviços, a solução alternativa também resolve outro problema que atinge este público: a burocracia. A conta digital para Pessoa Jurídica dos bancos tradicionais apresentam barreiras burocráticas e limitações, dificultando a abertura de contas.

No banco digital, a situação é muito diferente, quer trate de uma conta ou de outros serviços. Varias alternativas não cobram taxas de manutenção, a famosa mensalidade. Eles também fornecem restrições às operações gratuitas e reduzem os custos de várias delas.

Quais os benefícios desta modalidade?

Além da comodidade de poder encerrar, abrir e movimentar contas a qualquer hora e em qualquer lugar, a conta digital para Pessoa Jurídica apresentam diversos benefícios, como:

  • Atendimento 24 horas personalizado;
  • Evita perda de tempo, reduzir a burocracia, reduzir a chance de perder paciência e tempo tentando resolver problemas;
  • Menos taxas e mais benefícios do que contas tradicionais;
  • Segurança e atualizações técnicas estão prontas para cuidar de seus dinheiros;
  • Um aplicativo com ótima usabilidade, em outras palavras, pronto para receber suas necessidades e concluir o trabalho.

Várias empresas fintech fornecem este serviço para a pessoa jurídica. Pensando nisso, é importante encontrar o banco que melhor atende às suas necessidades. Os bancos dedicados que fornecem uma base de segurança são interessantes.

Essa conta é para quem?

O próprio nome indica que se trata de uma conta digital específica da empresa. Nesse caso, atende micro, pequenas e médias empresas e também maiores empresas. O pré-requisito para uma conta digital legal é que o titular tenha um CNPJ válido.

Desta forma, pode prestar serviços a MEIs financeiramente vantajosos, profissionais autônomos e pequenos negócios. Essa escolha é para empresas classificadas como SA, EI, EIRELI e LTDA. Vale lembrar que algumas instituições têm escolhas específicas ao MEI, como o Superdigital e o Banco Inter.

Conta física e jurídica, qual a diferença entres elas?

Um dos denominadores comuns, conta digital para Pessoa Jurídica e física é a simplificação dos serviços prestados. Dessa maneira, proporcionam aos usuário maior, comodidade ao lidar com operações e serviços financeiras de uso frequente. A diferença entre eles é que, jurídica, o titular deve estar cadastrado no CNPJ, o que significa que a empresa deve estar formalizada.

Se o profissional for liberal, porém, não formalizado, ele só poderá abrir conta com seu CPF. As funções fornecidas para conta digital para Pessoa Jurídica e físicas também diferem sendo projetadas para atender às necessidades desses públicos. Portanto, as contas da PJ costumam fornecer serviços diferenciados e exclusivos, como extratos OFX para contabilidade.

Vale a pena a conta digital para Pessoa Jurídica?

Conforme mencionado anteriormente, existem algumas versões de conta digital para Pessoa Jurídica, o que pode ser um maior benefício, pois, as possibilidades deverão ser ajustadas conforme as necessidades da empresa. Como no caso da conta digital para Pessoa Jurídica, oferece aos clientes mais escolhas sem ter que sair de casa.

Isso é muito interessante, quando pensamos que no início do empreendedorismo, os empreendedores diversas vezes precisam desempenhar papéis múltiplos. Em outras palavras, geralmente, estas contas são muito eficazes e uma boa alternativa, por isso vale a pena.

Para abrir uma conta digital, o que é necessário?

Como você viu no tópico anterior, o CNPJ é fundamental para a abertura de uma conta digital. É este registo que permitirá ao seu negócio ter uma conta própria e aceder a vários serviços concebidos para essa categoria. O procedimento de abertura de conta é muito fácil, realizado de forma on-line, geralmente no aplicativo da própria instituição.

Em relação aos documentos necessários, algumas organizações podem diferir, mas basicamente os seguintes documentos são necessários: certas agências exigem comprovante de renda; certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI), aplicável a qualquer pessoa do MEI; comprovante de residência; o CNPJ da empresa; RG e CPF do Empreendedor.

Portanto, antes de escolher uma opção, é interessante coletar os arquivos que forem necessários. Dessa maneira, você pode agilizar a abertura, que já é uma coisa prática e rápida.

O cofre com chave é um dos cofres mais tradicionais, pois ele é bastante utilizado para o armazenamento de pertences pequenos, afinal contar com um cofre de chaves é bem mais cômodo do que memorizar senhas.

Um cofre com chaves é recomendado para armazenar documentos importantes, um número considerável de dinheiro em espécie, joias ou fotos e objetos de acúmulo sentimental. É o cofre predileto por pessoas que não possuem facilidade com a tecnologia, mas que ao mesmo tempo precisam dela e o cofre com chave é o responsável por encontrar esse ponto de equilíbrio.

cofre com chave

Pontos positivos de um cofre com chave

  • Os cofres com chaves não possuem valores exorbitantes, onde o usuário pode adquirir um cofre seguro sem precisar utilizar de um alto investimento;
  • É possível ter diversos cofres instalados em um mesmo lugar, pois a maioria dos cofres possui tamanho médio também, podendo ser armazenados em qualquer local;
  • O cofre com chave também se torna mais prático, pois a sua chave pode ficar guardada em qualquer local sem despertar desconfiança;

Pontos negativos de um cofre com chave

  • O usuário deve tomar cuidado para não perder a chave ou deixa-la em qualquer lugar, afinal as chaves correm mais riscos de serem perdidas;
  • A chave pode chamar atenção, dependendo do local que você esteja se a intenção não for deixar em evidência que existe um cofre;
  • A utilização de chave em um cofre deve ser realizada de forma tranquila, pois a mesma pode ser danificada facilmente devido a pressões ou rapidez geradas por nervosismo, por exemplo.

Porque adquirir um cofre?

Um cofre é de extrema importância para quem deseja guardar objetos em um local seguro. O objeto pode não ter financeiramente um valor alto, porém pode ter significado de cunho emocional, ou até mesmo para deixa-lo guardado em um local privado, principalmente se o local de onde está o cofre possuir um grande fluxo de pessoas. Um cofre remete a liberdade, onde o usuário possui maior privacidade.

Cofre com chave é antigo?

Os cofres acompanham a tecnologia, que estão sempre em processo de transformação, com o intuito de facilitar as nossas vidas, então não se preocupe, pois a aquisição de um cofre com chave não se torna antigo, pois ele continua atual e tendo o que há de melhor em modernidade, tanto no design, quando eu sua estrutura, que tem como principal objetivo resguardar e manter seguro todos os pertences armazenados no interior do mesmo.

Cofre com chave não se trata de ser considerado antigo ou moderno, ele se define apenas como uma escolha, de cunho pessoal, onde o usuário opta pelo que ele considera mais prático. Utilizar um cofre com chave é poder depositar toda a segurança atrelados à chave que significa proteção.

Para um carro andar, a chave é de extrema importância, assim como para abrir a sua porta, seja de residência ou loja, a chave é primordial, então a chave continua sendo uma das mais eficientes formas de proteção, por isso as vendas de cofres com chaves continuam em alta.

Nunca tive um cofre, e ai?

O cofre com chave é recomendado para pessoas que nunca tiveram um cofre, mas que ao longo da vida, perceberam que era necessário adquirir esse produto. Por não ter muito mistério, justamente pela praticidade de apenas abri-lo e fecha-lo de um jeito já conhecido de outros objetos.

Cofre Porquinho Do Toy Story Disney Pixar

Faça uma pesquisa antes de comprar o seu cofre com chave, principalmente se o intuito realmente for proteger a ‘sete chaves’ o seu pertence. Existem diversos cofres disponíveis no mercado, mas às vezes um cofre que você gosta e acha que pode atender as suas necessidades, acaba não sendo o cofre ideal para o que você realmente deseja guardar.

Além de ser necessário comprar um cofre com chave que atenda as suas expectativas e o que você realmente deseja armazenar, o cofre também deve ser resistente, pois por mais que o que você tenha para guardar não seja caro, você deseja mantê-lo protegido, para que possa cuidar dos seus objetos de forma eficiente. O cofre deve contar com proteção de aço resistente, o que já poderá ser identificado através do seu acabamento.

É preciso reparar um cofre com chave?

Todo cofre, por melhor que seja o seu material, com o tempo irá acabar sendo necessária uma manutenção, por isso confira algumas dicas abaixo para manter o seu cofre com chave sempre em bom estado de conservação:

– Faça limpeza do cofre, deixando-o livre de poeira, principalmente de objetos que obstruam a abertura e fechamento.

– Durante a instalação do cofre, procure deixa-lo em um local alto ou que não seja de fácil acesso vulnerável, assim como em locais úmidos e também com altas temperaturas;

– Durante a utilização do cofre com chave, tenha cuidado, pois a maioria dos riscos que se fazem necessário à manutenção é devido ao mau uso.

– Não seja técnico do cofre, por isso evite desmontar o mesmo, principalmente em sua parte interna da fechadura e seus componentes, pois isso acaba fazendo com que você prejudique ainda mais o funcionamento do cofre e perca a garantia do mesmo. Caso algum problema aconteça, solicite o reparo do cofre com técnicos especializados.

O passo mais importante você já deu, que é se preocupar com a segurança dos seus objetos de valores. Contar com um cofre com chave é uma forma de você se sentir em paz, sabendo que os seus objetos e produtos de valores estarão protegidos e seguros.